Defensor público, palestrante e pai de autista terá quadro quinzenal

Victor Mendonça e Doutor Luís Renato Braga Arêas Pinheiro*

Victor Mendonça: Hoje eu estou recebendo o Dr. Luís Renato, que é um pai de autista que eu admiro muito, que faz um trabalho muito bacana com a sociedade, muito estudioso de uma série de fatores.

Dr. Luís Renato: É um prazer estar aqui com você. Eu é que agradeço pelos elogios, apesar de não me sentir merecedor de todos eles. Para mim, a felicidade é igual ou maior, porque admiro muito você, admiro o canal “Mundo Autista”, eu sou espectador há bastante tempo. Conheci vocês através da minha esposa, que tinha me falado sobre o canal no YouTube. O trabalho que vocês fazem é fantástico e atinge muita gente e, para mim, é uma felicidade estar construindo, colocando um pequeno tijolo nessa edificação tão grande que vocês fizeram.

Victor Mendonça: Você merece todos os elogios, mas eu vou acrescentar mais um: é um palestrante que você não acredita; quando você vê a palestra dele, você aprende, mas aprende, assim, com emoção! Com sentimento envolvido. Existe uma coisa impressionante, e como prova, o Dr. Renato estará com um quadro aqui, quinzenalmente, no Mundo Autista. A gente estreou esse novo formato na segunda-feira, dia 18 de maio. Com esses programas diários, o “Mundo Autista” vai ao ar toda segunda-feira. E agora, doutor, eu queria saber: qual é sua expectativa com essa interação, com essa troca, esse diálogo?

Dr. Luís Renato: Ah, eu estou muito animado! Vocês são meus amigos e vocês sabem da dificuldade que tenho com as mídias sociais. Eu não tenho Facebook, não tenho Instagram, outras mídias. E, nesse tempo de quarentena, nesse tempo de pandemia, eu fiquei muito incomodado com essa situação de não estar contribuindo, porque, antes, eu contribuía presencialmente nos eventos, nas palestras, como você disse. É a primeira vez que estou participando de algo assim, na internet, e acredito que é uma possibilidade de atingir uma série de pessoas, igual ao trabalho que vocês sempre fizeram e me atingiu, atingiu a minha família. Tem o Rafael que, como você disse, é autista, o André, meu outro filho, enfim, esse trabalho tão bonito que vocês fazem; isso me tocou muito. Neste momento, de reclusão, vamos dizer assim, todos estão em casa. Eu me senti, com aquela “sementinha” no coração, com o desejo de contribuir. Quando vocês fizeram o convite tempos atrás, eu tive a liberdade de ligar e querer participar exatamente por serem pessoas tão queridas e fazem isso com uma seriedade tão incrível, que eu confio tanto de poder “me entregar” nessa estreia para essa nova mídia. E aí, a intenção é exatamente, com as experiências que tenho — nós temos — como pai, como defensor público, como militante da área do direito das pessoas com deficiência, hoje eu coordeno uma associação nacional do direito da pessoa com deficiência de todas as defensorias do Estado (Doutor Luís Renato se refere à Comissão dos Direitos da Pessoa com deficiência da ANADEP – Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos), da qual sou coordenador-adjunto. Poder trazer para as pessoas um pouco desses anseios, um pouco da coordenação jurídicaesclarecer as dúvidas, fazer essa partilha, porque eu acho que nós todos somos uma rede, né? Cada um dentro da sua especialidade, dentro da sua vivência, a gente mutuamente pode se ajudar.  A intenção é participar não como um expert ou não como aquele que entra para colocar apenas um ponto de vista, mas uma troca de experiências, eu acredito muito nesse trabalho que seja mais uma construção coletiva do que uma percepção individual. E aí, como o canal de vocês tem muito essa pegada, eu me sinto completamente à vontade de fazer essa estreia por aqui.

Victor Mendonça: Dr. Renato vai voltar em várias oportunidades, com participação quinzenal.

  • Luís Renato Braga Arêas Pinheiro é defensor público, graduado em Direito pela Universidade FUMEC. Direito Penal pela Universidade Anhanguera – Uniderp (2013). Atualmente é Defensor Público da Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais. Pai de André e Rafael, que é autista, coordena comissões ligadas aos Direitos das Pessoas com Deficiência, além de realizar palestras.

Defensor público, palestrante e pai de autista terá quadro quinzenal